Etecs de Franca e Jundiaí sobem ao pódio em olimpíada de agro

Etecs de Franca e Jundiaí sobem ao pódio em olimpíada de agro

As Escolas Técnicas Estaduais Prof. Carmelino Corrêa Júnior e Benedito Storani se destacaram na Obap, realizada em Brasília; CPS também foi premiado por classificar o maior número de equipes entre os finalistas.

As finais da Olimpíada Brasileira de Agropecuária (Obap) foram realizadas entre os dias 7 e 10 de setembro no Instituto Federal de Brasília, Campus Planaltina. Com cinco equipes entre os finalistas, o Centro Paula Souza (CPS) voltou com três prêmios: primeiro lugar para a Escola Técnica Estadual (Etec) Prof. Carmelino Corrêa Júnior, de Franca, terceiro lugar para a Etec Benedito Storani, de Jundiaí, e prêmio especial pelo maior número de times do CPS na disputa final.

Na primeira fase todos os inscritos participaram de prova online na própria escola. Cinquenta classificados passaram para a fase prática, em Brasília. No Instituto Federal fizeram provas individuais e três tarefas práticas em grupo: a regulagem de uma plantadora de milho, preparo de adubo e de uma calda bordalesa – um adubo orgânico para evitar pragas.

A mais eficiente foi Equipe “3 Colinas”, composta pelos alunos, Alice Vitória Mendonça de Souza, Guilherme Elias Ferreira e Rafael Madaschi Geneolle, e a professora Clara Aparecida Elias, do curso técnico subsequente em Agropecuária da Etec Prof. Carmelino Corrêa Júnior .  “Os alunos do quarto módulo se prepararam muito para a competição e estão eufóricos com o resultado”, conta a coordenadora pedagógica Gisele Pereira dos Santos.

A unidade participa da Obap desde a primeira edição, há 12 anos, sempre com representação na fase presencial de, pelo menos, uma equipe em cada modalidade.

“Em nossa escola é desenvolvido um projeto semelhante, a Olimpíada Interna de Agropecuária, a OiAgro. A partir dela são formadas equipes para a participação na Obap. Em 2018 ganhamos medalha de prata na modalidade concomitante/subsequente e, nesse ano, a medalha de ouro”, comemora.

Terceira colocada na modalidade subsequente, a equipe da Etec Benedito Storani, de Jundiaí é composta pelos alunos Juliana Rose Salvador, Kauan Felipe de Godoy e Wesley Pagamisse, e pelo professor João Paulo Lopes, que também está orgulhoso pela conquista e otimista em relação aos profissionais que se formam em breve.

“Todas estas atividades já eram conhecidas dos estudantes pelas práticas aqui na Etec Benedito Storani. Eles estão no quarto módulo do técnico de Agropecuária subsequente e, em breve estarão no mercado, prontos para atuar tanto no manejo agrícola como na pecuária”, diz.

A competição tem o objetivo de estimular a participação de jovens do Ensino Técnico em atividades de iniciação científica, além de promover inovações tecnológicas e desenvolvimento sustentável ligados à agropecuária.  O CPS teve 201 equipes inscritas na edição 2023, com três alunos e um professor em cada.

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Quer saber mais sobre o cursinho?